Terça, Setembro 19, 2017
   
Text Size

“Familia Saúde” – Combate à obstipação

 A obstipação (fezes duras ou infrequentes ou dificuldade de evacuação) é um termo relativo, porque existe uma grande variação no que se considera um padrão normal de evacuação. Enquanto algumas pessoas saudáveis podem ter fezes consistentemente macias ou quase líquidas, outras podem ter fezes consistentemente duras, sem dificuldade de evacuar. Nem todas as pessoas evacuam diariamente, cada pessoa tem o seu próprio horário e quando sente necessidade deve procurar uma casa de banho e não alterar o seu ritmo.

Muitos são os portugueses que sofrem de obstipação, contudo é um assunto que não gostam de falar. Muitos afirmam que não frequentam casas de banho públicas e não libertam gases noutro local senão na sua privacidade. Assim, é constantemente reprimido o estímulo da evacuação, principalmente quando se está longe de casa.

Para piorar tudo isto vem a dieta desequilibrada, como alimentação pobre em fibras, baixa ingestão de líquidos e falta de actividade física.

Assim recomendamos como orientações básicas para todas as idades:

  • Beba 6 a 8 copos de água por dia 
  • As fezes precisam ficar hidratadas para terem uma consistência boa para serem expelidas.
  • Evite excessos alimentares que prendem o intestino
  • Não coma em demasia batata, arroz branco, carnes, canela e banana.
  • Coma muita fibra
  • A fibra absorve a água que bebe, fazendo um bolo fecal elástico e suave para ser impulsionado pelo tubo digestivo, facilitando sua eliminação.
  • São excelentes fontes de fibras o trigo integral, o farelo, as folhas como alface, couve, espinafre e as verduras com talo como brócolos e couve-flor.
  • Outros legumes como tomate, beterraba, aspargos, beringela e aveia, são ricos em mucilagem e por isso ajudam a moldar as fezes.
  • Coma fruta
  • É sempre bom comer pelo menos uma a duas frutas que ajudam o intestino, todos os dias. São bons exemplos a ameixa e o mamão, mas há muitas outras como sejam: figo, uva, laranja, tangerina, damasco, pêssego, morango, nêspera, abacate, abacaxi e manga.
  • Não esqueça os lacticínios fermentados
  • Podem ser encontrados no iogurte natural ou em fórmulas farmacêuticas. Contêm lactobacilos próprios da flora intestinal. São bactérias que reduzem a formação de compostos tóxicos no intestino, além de estimularem os movimentos fisiológicos do mesmo que impulsionam as fezes.
  • Beba chás adequados
  • Existe uma grande variedade de chás que ajudam na digestão: cidreira, boldo, carqueja, alcachofra, malva, bardana e sabugueiro. Existem comercializadas algumas misturas adequadas para a obstipação, nestas é frequente encontrar o sene. Esta planta pode ser usada pontualmente para um episódio mais intenso de obstipação, mas não para o dia-a-dia, porque faz mal ao intestino.
  • Não consuma plantas sob a forma de chá, sem falar com o seu farmacêutico, pois também têm efeitos secundários.
  • Faça exercício físico diariamente de acordo com as suas capacidades.

Anabela Mascarenhas e Diana Silva

Leia mais: Obstipação