Terça, Maio 30, 2017
   
Text Size

“Familia Saúde” – Dormir melhor, alguns conselhos

“Deitar cedo e cedo erguer”, já não faz parte dos hábitos dos adultos e mesmo de algumas crianças. Assim surgem as dificuldades em adormecer e o sono menos reparador ou até insónias.

Muitas atitudes e hábitos podem interferir positivamente na qualidade do seu sono, sem necessitar de estar dependente de medicamentos.
Aqui ficam alguns conselhos:

Tenha horários de sono regulares: o hábito facilita a criação de um ciclo saudável de sono. Evite ter TV no quarto, faça uma análise rápida do seu dia antes de dormir. Pode ainda ler um pouco, mas tente apagar deitar e levantar em horários regulares.

Adopte hábitos de vida saudáveis: Alimente-se bem, faça exercícios. Pessoas que fazem exercícios regularmente tendem a dormir mais profundamente.

Coma algo leve à noite: Refeições pesadas antes de dormir estão proibidas.

Seja persistente mas não exagere: Ficar na cama mais do que 40 minutos sem conseguir dormir pode acabar numa noite de insónia. Levante-se e escolha alguma actividade relaxante. De acordo com os gostos de cada um, pode ser: tomar um banho quente, ler um livro, dobrar roupas, ouvir música calma, fazer um chá. Resista à tentação de ligar a TV ou o computador.

Não execute actividades complexas antes da hora de ir deitar: Corre o risco de continuar a pensar nelas e não conseguir adormecer.

Cama confortável: É facilitadora do sono. Vire seu colchão regularmente, elimine desníveis e rangidos, tenha lençóis e fronhas confortáveis, troque-os com regularidade suficiente, tenha um despertador que permita dormir sem a preocupação de não acordar.

Evite iluminação desnecessária: Uma boa cortina ou blackout é um investimento na qualidade do sono. Evite também os ruídos e pequenos pontos de luz no quarto.

Use ruído branco: Caso os sons externos (trânsito, vizinhos, animais, etc.) atrapalhem o seu sono, procure cancelá-los com ruído branco produzido intencionalmente por CDs de sons relaxantes.

Não durma durante o dia: uma sesta ou soneca de 15 ou 30 minutos depois do almoço podem fazer maravilhas pela sua produtividade. Mas não durma por longos períodos durante o dia, isso prejudica o sono nocturno.

Medicamentos para dormir: De modo geral, medicamentos para dormir deveriam ser usados apenas por períodos curtos, o uso frequente acaba em dependência e não são eficazes após algum tempo.

Não se automedique, procure o seu médico ou farmacêutico. Quando este lhe negar a venda de uma benzodiazepina sem receita médica, não procure outro mais facilitador. Escute-o, pois decerto terá uma solução melhor para si, para bem da sua saúde.

Anabela Mascarenhas e·Deonilde Fernandes

Leia mais:·Dormir Bem