Domingo, Março 26, 2017
   
Text Size

“Familia Saúde” – Suplementos vitamínicos

 O stress do dia-a-dia aliado à falta de tempo para uma alimentação correta faz com que muitas pessoas recorram à ingestão de suplementos vitamínicos. De facto, podemos encontrar o comprimido “maravilha” um pouco por todo lado, não só em farmácias mas também nos super e hiper-mercados, parafarmácias e ervanárias. Porém, será que estes suplementos ajudam realmente a melhorar a sua saúde?

As vitaminas são compostos orgânicos essenciais para a realização de inúmeros processos que ocorrem no nosso organismo. A maioria é obtida através da alimentação, mas algumas podem ser provenientes da luz solar (vitamina D) ou até sintetizadas pelas bactérias intestinais (biotina e vitamina K).

Os suplementos vitamínicos são uma combinação de diferentes vitaminas que estão, normalmente, presentes nos alimentos. Um multivitamínico poderá ser um bom aliado quando as quantidades de vitaminas ingeridas nas refeições diárias são insuficientes, quando praticamos exercício físico, ou até noutras situações específicas, como por exemplo na gravidez ou quando o organismo está imunodeprimido como acontece durante a constipação ou a gripe. Todavia, existem alguns cuidados que devem ser tidos em conta no que toca ao consumo de multivitamínicos.

Existem dois tipos de vitaminas: as hidrossolúveis e as lipossolúveis. As vitaminas hidrossolúveis são eliminadas pela urina, não sendo armazenadas em grandes quantidades pelo organismo. São exemplos as vitaminas B e C. As lipossolúveis são absorvidas juntamente com os lípidos, sendo posteriormente armazenadas nos tecidos através das lipoproteínas. São exemplos de vitaminas lipossolúveis as A, D, E e K.

Nunca tome mais do que a dose recomendada de um multivitamínico e evite tomar mais do que um multivitamínico em simultâneo. A sobredosagem de vitaminas pode ter consequências graves na sua saúde. Antes de tomar um multivitamínico, informe-se com o seu farmacêutico, referindo toda a medicação que faz e o historial de doenças e alergias.

Lembre-se que existem cuidados a ter com os suplementos vitamínicos, pois tal como o nome indica, o seu objetivo é complementar e não substituir uma alimentação correta.

Anabela Mascarenhas e Denise Bento