Terça, Maio 30, 2017
   
Text Size

“Família Saúde” – O seu farmacêutico...

 O farmacêutico é quase sempre o primeiro profissional de saúde com quem os utentes contactam quando têm um problema de saúde e é também o último que contacta com o doente antes que este tome o medicamento prescrito. Assim, a sua intervenção é fulcral para fomentar o uso racional e adequado dos medicamentos e desse modo garantir o sucesso das terapêuticas instituídas minimizando os riscos associados.

É importante lembrar que, de entre os diversos profissionais da saúde, o farmacêutico é o mais acessível à população, por estar sempre numa farmácia perto de si. O farmacêutico está disponível para lhe fornecer o medicamento adequado à sua necessidade, na dose correta, durante o tempo necessário e no menor custo possível e com a informação adequada.

O farmacêutico é muito mais do que um mero vendedor de medicamentos ao balcão e a sua função vai muito além da simples entrega dos mesmos. Este tem a capacidade de detectar situações de prescrições inadequadas ou alterações não apropriadas nos seus medicamentos. Pode aconselhar no tratamento de sintomas, ao fazer uma análise detalhada do caso específico de cada doente, evitando assim a sua evolução de patologias para quadros mais graves e sem necessidade do utente ir a correr para as urgências.

A actividade do farmacêutico tem como foco o utente e nesse sentido, toda e qualquer dúvida que o mesmo tenha deve ser esclarecida ao balcão, evitando assim a toma errada de medicamentos, que iriam contribuir para o insucesso do tratamento ou o aparecimento de efeitos secundários. A informação dada, de forma pessoal e não generalizada permite orientar cada utente consoante as suas necessidades e as suas preocupações.

Por esse motivo, cada utente não deve ter receio de expor qualquer dúvida que tenha, tanto no que diz respeito à utilização dos medicamentos como em relação a dúvidas sobre as diferentes caixas de genéricos, por exemplo. Assim como, se tiver alguma dificuldade de compreensão ou de leitura (não podemos esquecer aqueles que não sabem ler), deve referi-lo ao farmacêutico, pois este fará tudo o que estiver ao seu alcance para facilitar a compreensão do esquema terapêutico que lhe foi instituído. Mesmo que seja necessário contactar com o seu médico de família ou especialista para esclarecer alguma prescrição, o farmacêutico tem meios ao seu alcance para o fazer rapidamente.

Por isso, não se esqueça, pode sempre contar com o seu farmacêutico!

 

Anabela Mascarenhas e Joana Santos