Sábado, Janeiro 21, 2017
   
Text Size

“Família Saúde” - 10 Cuidados a ter na Osteoporose

 Os ossos são a estrutura de sustentação do nosso organismo, também são fonte de cálcio, mineral necessário para a execução de diversas funções fisiológicas como os batimentos cardíacos e a força muscular. É uma estrutura viva e em constante renovação. Osteoporose, é uma doença que se caracteriza pela diminuição da massa óssea, com o desenvolvimento de ossos ocos, finos e de extrema sensibilidade, tornando-os mais sujeitos a fracturas.

Existem dez factos importantes a saber sobre a Osteoporose:

1 - A osteoporose é uma doença silenciosa. Raramente apresenta sintomas antes de alguma consequência mais grave, como seja uma fractura óssea. Devem ser feitos exames preventivos, para que ela seja diagnosticada a tempo de se evitarem fracturas.

2 - Os nossos ossos recebem forte influência dos estrogénios (hormonas femininas), que também está presente nos homens, só que em menor quantidade. Esta hormona ajuda a manter o equilíbrio entre a perda e o ganho de massa óssea. Por este motivo, as mulheres são as mais atingidas pela doença, uma vez que, com a entrada na menopausa, os níveis de estrogénio caem bruscamente. Com esta descida de valores, os ossos começam a descalcificar e tornarem-se mais frágeis. Estatisticamente, a osteoporose afecta um homem em cada quatro mulheres.

3 – Já em 2012 se dizia que 800 mil portugueses sofriam de osteoporose. Uma em cada quatro mulheres com mais de 50 anos desenvolve a doença. São imensas as fracturas que resultam desta doença.

4 - Os ossos mais atingidos pela osteoporose são o fémur (coxa), as vértebras (coluna), o rádio (punho) e o úmero (braço).

5 - Muita dor nas costas e diminuição de estatura podem ser sinal de fracturas vertebrais da osteoporose. Preste atenção!

6 - Possuem maior risco para desenvolver osteoporose pessoas com mais de 65 anos, mulheres que tiveram menopausa precoce (antes dos 40 anos), pessoas com história de fracturas na família, fumadores, pessoas que utilizaram corticóides por longo tempo, e aquelas que já tiveram fracturas na idade adulta.

7 - O diagnóstico precoce da osteoporose é feito através da Densitometria Óssea. Este exame está indicado para todas as mulheres a partir de 65 anos e para todos homens com 70 anos ou mais. Além disto, todas as mulheres na menopausa e todos homens com mais de 50 anos que possuam um dos factores de risco descritos anteriormente devem realizar o exame para confirmar a presença da osteoporose.

8 - A prevenção da osteoporose deve iniciar-se na infância, através de uma alimentação saudável, com boa quantidade de alimentos ricos em cálcio (especialmente presente nos lacticínios e, em menor quantidade, nas verduras escuras, no feijão branco entre outros). Deve proporcionar-se às crianças e adolescentes a possibilidade de brincadeiras e actividades ao ar livre. Assim, vamos estimular o exercício físico que fortalece o esqueleto em crescimento, mas também possibilitar a exposição ao sol para que ocorra a produção Vitamina D.

9 - A Vitamina D é fundamental para a nossa saúde, em especial para o fortalecimento ósseo. Ela não está presente nos alimentos, temos que obtê-la através da exposição ao sol ou, quando isto não for possível, através de suplementos vitamínicos.

10 – Pode reduzir o risco de desenvolver Osteoporose. Assim é fundamental aderir a um programa de exercícios, aumentar a exposição ao sol, ingerir cálcio e, em grande parte das mulheres na menopausa, repor estrogénios. Estes precisam de ser estudados individualmente porque, se a reposição hormonal traz benefícios, também apresenta riscos.

 

 

Anabela Mascarenhas e Ana Rita Fernandes