É uma postura corporal anormal que implica manter os braços e as pernas esticados, os dedos dos pés a apontar para baixo e a cabeça e o pescoço arqueados para trás. Os músculos ficam tensos e mantêm-se rígidos. A existência deste tipo de postura geralmente significa que houve danos graves no cérebro.

Considerações gerais:

A causa comum da postura de descerebração é uma lesão cerebral grave.

O opistótono (um espasmo muscular grave do pescoço e das costas) pode ocorrer em casos graves de postura descerebrada.

A postura de descerebração pode ocorre de um lado do corpo, em ambos os lados ou apenas nos braços, e pode alternar com a postura de decorticação. A pessoa também pode ter postura decorticada num lado do corpo e postura descerebrada do outro lado.

Causas comuns:

  • Sangramento no cérebro por qualquer causa (hemorragia intracraniana).
  • Tumor do tronco cerebral.
  • Enfarte cerebral (derrame).
  • Encefalopatia (problemas cerebrais devidos a drogas, intoxicação ou infecção).
  • Traumatismo craniano.
  • Encefalopatia hepática (problema cerebral devido a insuficiência hepática).
  • Aumento da pressão no cérebro por qualquer causa.
  • Tumor cerebral primário.
  • Tumor cerebral secundário.

Cuidados em casa:

As condições associadas com a postura de descerebração necessitam de tratamento hospitalar imediato.

Solicite assistência farmacêutica e médica se:

Uma postura anormal de qualquer tipo geralmente ocorre com uma redução do nível de lucidez mental. Qualquer pessoa que tenha uma postura anormal deve ser examinada de imediato por um médico.

O que esperar na consulta:

A pessoa pode precisar de tratamento de emergência imediatamente, incluindo a ventilação assistida e a colocação de um tubo respiratório. É provável que tenha de ser hospitalizada e colocada nos cuidados intensivos.

Logo que a pessoa esteja estável, o médico irá realizar um exame físico mais completo, incluindo uma avaliação do cérebro e do sistema nervoso.

Serão feitas perguntas sobre a história clínica da pessoa aos membros da família, tais como:

  • Quando é que se iniciou este comportamento?
  • Existe um padrão nos episódios?
  • É sempre o mesmo tipo de postura?
  • Existe algum antecedente de traumatismo craniano ou de outra afecção?
  • Que outros sintomas ocorreram antes ou com a postura anormal?

Alguns dos exames que podem ser realizados podem incluir:

  • Exames de sangue e de urina para verificar a contagem de células do sangue (hemograma), detetar drogas e substâncias tóxicas, e para medir os químicos e minerais no organismo.
  • Angiografia cerebral (utilização de um corante e estudo radiológico dos vasos sanguíneos no cérebro).
  • Tomografia computorizada ou ressonância magnética da cabeça.
  • EEG (exame de ondas cerebrais).
  • Monitorização da pressão intracraniana (PIC).

O prognóstico depende da causa. Pode existir lesão no cérebro e no sistema nervoso e danos cerebrais permanentes, o que pode levar a:

  • Coma
  • Incapacidade de comunicar
  • Paralisia
  • Convulsões

Farmácia Saúde Farmacia Saude

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPostura anormal
Próximo artigoPostura de decorticação